segunda-feira, 17 de julho de 2017

Profissionais de beleza ensinam a cuidar da pele e dos cabelos expostos ao sol e à água

Enquanto é época de frio nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, o Amazonas é calor o ano inteiro. Agora, com a chegada oficial do verão amazônico, em julho, muitas famílias aproveitam as férias para curtir banhos de piscina, no rio, cachoeira ou igarapé. Porém, como ficam os cuidados com a pele e os cabelos?

“Os principais cuidados com a pele vêm de dentro para fora, ingerindo bastante água”, diz a técnica em estética do Ateliê da Beleza Bembunita (Cachoeirinha), Luciana Oliveira da Silva, 34. “O segundo passo é a utilização de um bom protetor solar acima de 30Fps, sempre lembrando que tem específicos: facial e corporal”, completa.
Segundo ela, o indicado é usar cremes específicos pós-exposição solar que contenham ativos hidratantes, como ácido hialurônico e vitamina E. Água termal, inclusive, também é uma ótima opção para refrescar e hidratar. Já procedimentos como banho de lua e limpeza facial, devem ser feitos até dois dias antes de pegar sol.
“Um dos passos do banho de lua é a esfoliação para a retirada de células mortas. Fazer isso após a exposição solar não é correto, já que a pele está ‘agredida’. Qualquer procedimento tem que ser avaliado conforme o tipo de pele. Na piscina, utilizar protetor solar, enquanto em rios também deve-se passar óleo para dificultar que o cauxi penetre na pele”, explica.
Especialista em cabelos loiros e colorimetria no Salão Estética Bem Bonita (Japiim 1), Ingrid dos Santos Brito, 31, aconselha às pessoas com cabelos descoloridos a evitar, ao máximo, o contato com cloro ou cauxi.  Para quem quiser se refrescar, porém, a hidratação e manutenção são essenciais para proporcionar fios sedosos e bem tratados.
“O ‘pós’ é o mais importante. Tem que hidratar novamente, ver se o fio não quebrou e ter um profissional qualificado para indicar o tratamento ideal. Contato com cloro não é aconselhável principalmente para quem tem cabelo loiro, porque muda a cor. Ocorre uma incompatibilidade de química com as colorações”, ressalta.
Ainda de acordo com a cabeleireira, muitas mulheres estão aderindo à técnica progressiva, junto com a coloração. Entretanto, diferentemente do que muitas pensam, esse tipo de escova não hidrata o cabelo. O correto, afirma Ingrid, é hidratar profundamente os cabelos, pelo menos, uma vez por mês.
A amônia abre a cutícula do cabelo para retirar a pigmentação. Progressiva não hidrata. Quando o cabelo tem muita química, indicamos hidratação profunda de 20 em 20 dias, ou, no mínimo, uma vez ao mês. Cada cabelo é diferente, por isso, primeiro é necessário analisarmos o tipo e a estrutura dos fios antes de indicar o produtos mais adequado”, conclui.