sexta-feira, 28 de abril de 2017

Sérgio Cabral diz que pagou itens de luxo com dinheiro de caixa 2, mas nega que dinheiro seja propina

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral disse em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, nesta quinta-feira (27), que os itens de luxo comprados por ele e pela mulher, Adriana Ancelmo, foram pagos com recursos próprios e que, em determinados casos, esse dinheiro era proveniente de caixa 2.

De acordo com o governador, o dinheiro era de sobras de campanhas eleitorais, que ele usava para fins pessoais.


Cabral, Adriana e outras três pessoas respondem a um processo em que em que o Ministério Público Federal acusa o ex-governador de receber dinheiro da construtora Andrade Gutierrez, para ajudar a empreiteira a conseguir licenças estaduais para realizar obras da construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que pertence à Petrobras.