quarta-feira, 12 de abril de 2017

Sargento da reserva do Exército é preso com 18 kg de drogas e pescado ilegal, em Manaus

Manaus – O sargento da reserva do Exército Brasileiro, Raimundo Fernandes Rocha, 48, foi preso por tráfico de drogas com 18 quilos de maconha e uma tonelada e 360 quilos de pescado ilegal em uma embarcação no Porto de Manaus, na manhã de terça-feira (11).


De acordo com informações do delegado Paulo Mavignier, do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), as equipes receberam informações por meio do disque-denúncia da unidade policial, (92) 99415-0129, informando que uma quantidade significativa de drogas estava sendo transportada pelo comandante de uma balsa, de cor branca, que havia saído do município de Japurá com destino à capital, e que a embarcação chegaria ao início da manhã de terça ao Porto de Manaus.
“Nos deslocamos ao local indicado para averiguar a veracidade da informação. A embarcação atracou no Porto de Manaus por volta das 6h. Durante revista minuciosa na embarcação foram encontrados 16 tabletes de maconha, escondidos na cabine de comando, um camarote vazio e banheiros, totalizando 18 quilos da substância ilícita”, explicou o diretor do Denarc. 
O delegado ressaltou, ainda, que durante revista eles encontraram uma tonelada e 360 quilos de pescado ilegal de pirarucu, que foi apreendida e encaminhada para a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema). Em um dos camarotes, os policiais acharam objetos pessoais e documentos de um rapaz que não estava a bordo da embarcação.
Raimundo foi conduzido ao Denarc e, durante depoimento, afirmou desconhecer a existência da droga na balsa. O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis no departamento, ele será encaminhado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, na zona Sul da capital.

A apreensão foi realizada pelo Denarc em ação conjunta com a Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, com servidores da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM),  Canil da Policia Militar do Amazonas (PMAM) e policiais das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam).