quarta-feira, 12 de abril de 2017

Pedreiro é morto com um tiro na frente de casa na zona norte de Manaus

Manaus - O ajudante de pedreiro Cledivaldo Martins Mourão, 26, foi morto com um tiro por volta de 19h de terça-feira (11) em frente à casa onde morava, na Rua Galileia, comunidade Jesus me Deu, bairro Colônia Terra Nova, zona norte de Manaus.


Cledivaldo, conhecido como Joca, havia voltado do serviço e estava com o celular em mãos quando um homem, ainda não identificado, saiu de um carro e o abordou pedindo seus pertences, segundo vizinhos que não quiseram se identificar. Com uma arma apontada, Joca entregou o celular, mas foi atingido no peito.
A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) afirmou que Cledivaldo não possuía antecedentes criminais e o caso está sendo investigado.

A prima de Joca, a doméstica Maria Raimunda, 28, contou que ele era um rapaz trabalhador e que havia mudado bastante desde que teve sua filha há dois meses.
“Ele costumava beber, mas não tinha rixas com ninguém e era bem conhecido no bairro. O que aconteceu foi uma fatalidade e não temos ideia de quem fez isso. Ele sempre saía do trabalho e ia diretamente para casa, para cuidar da filha”, disse Raimunda.

O velório de Cledivaldo acontece na Igreja Deus é Amor, no bairro Jesus me Deu.