segunda-feira, 24 de abril de 2017

Aleam vai coletar óleo de cozinha usado e doar para reciclagem

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vai adotar uma prática inédita na defesa ambiental e na conscientização dos servidores: a coleta de óleo de cozinha usado, para doação às associações de recicladores para que seja transformado em sabão.

 O presidente da Aleam, deputado David Almeida (PSD), lançou a segunda fase da campanha Recicla Aleam, uma iniciativa que busca conscientizar os servidores da Casa sobre adoção de atitudes que colaborem com a preservação ambiental. A segunda fase, intitulada “Recóleo”, estimula o descarte correto do óleo de cozinha usado.
No evento organizado no hall de entrada da Casa, o presidente David Almeida abriu o posto de coleta de óleo usado, destacando que cada cidadão deve fazer sua parte.

 “A Assembleia aprovou, em 2015, um Projeto de Lei, de autoria do deputado Adjuto Afonso (PDT), que prevê a destinação correta do óleo usado. O Poder Legislativo está, portanto, cumprindo essa lei e esperamos que essa iniciativa possa sair dos limites do prédio da Aleam para a sociedade”, apontou o presidente.

David Almeida citou que cada litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água. “Então, se fizermos a nossa parte com a destinação correta do óleo usado, sem dúvida alguma contribuiremos e estaremos fazendo a nossa parte para um mundo melhor”, disse ele.

Coordenada pela Diretoria de Modernização e Planejamento, a campanha Recicla Aleam começou com a coleta de papeis inservíveis nos diversos setores da Casa, em março passado, e avançou para o recolhimento do óleo usado, beneficiando a Associação de Catadores Nova Recicla, com sede no bairro Cidade de Deus (Zona Leste).
O posto de coleta de óleo usado foi montado na entrada do prédio da Assembleia Legislativa, com um stand padrão e tambores apropriados para a coleta do material. Cada servidor poderá entregar o óleo para descarte, em garrafas PET, até o próximo dia 26 de maio.

Recicladores
A Associação Nova Recicla e o Instituto Japiim são as duas entidades de catadores de resíduos sólidos que firmaram parceria com a Assembleia Legislativa para tocar esse projeto. A Associação Nova Recicla tem seu foco na coleta de papel e, no primeiro mês de atividade conjunta com a Aleam já recebeu cerca de 600 quilos de descarte.
Agora, os catadores vão começar uma atividade inédita de reciclagem de óleo, para gerar mais renda para os trabalhadores. De acordo com a secretária executiva da Nova Recicla, Rosângela Ferreira, 20 famílias de catadores serão beneficiadas com a doação. “Enquanto os homens são catadores de papel e papelão, as mulheres fazem artesanato.

Mas isso não está dando muito lucro. Nós acreditamos que, com a doação de óleo, poderemos produzir sabão e velas e complementar nossa renda”, explicou.
O Instituto Japiim, que é uma associação sem fins lucrativos, está cedendo os tambores para a coleta do óleo e também irá promover, gratuitamente, palestras e workshops para os catadores da Associação Nova Recicla.

Outro parceiro da campanha é a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Caama), presidida pelo deputado Luiz Castro (Rede). Ele declarou que a iniciativa, além de evitar o prejuízo à natureza, contribui para a geração de emprego e renda. “A Assembleia dá um bom exemplo para que outros órgãos públicos também implantem, internamente, suas agendas ambientais”, afirmou.