terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Valor da tarifa de ônibus deve ser definido nesta semana. Meia passagem estudantil não terá aumento

O novo valor da tarifa do sistema de transporte coletivo de Manaus deve ser definido esta semana. A Prefeitura de Manaus está concluindo o estudo para definir o valor.

O congelamento da meia passagem estudantil em R$ 1,50 é uma das condições do Município para implementar o reajuste e
equalizar as necessidades do Sistema, que há mais de dois anos não tem aumento. Além da questão social dos estudantes, a atual crise econômica do País, a necessidade de melhorias no serviço e o dissídio coletivo dos trabalhadores estão entre os principais pontos considerados para revisão da tarifa.
De acordo com o prefeito em exercício, Marcos Rotta, o objetivo é que a população seja impactada o mínimo possível, especialmente os estudantes. “Nossa meta é que o aumento tenha impacto zero para os estudantes. Estamos tratando desse caso de maneira muito clara, informando quais as políticas que vamos empreender para que a população não seja pega de surpresa”, completa.

A majoração da tarifa considera, ainda, o aumento do subsídio concedido às empresas do transporte coletivo. Rotta garante que também crescerá as cobranças em cima dos empresários. “O cidadão, que hoje vive com a falta de emprego e de renda, terá seu orçamento impactado pelo reajuste da tarifa de ônibus. Nada mais justo que exigir também o compromisso dos empresários com a imediata renovação da frota, entre outras melhorias na qualidade do serviço prestado”, defende.

A expectativa do Município é de concluir a planilha tarifária após uma nova reunião com os operadores do Sistema, colocando trabalhadores e empregados na mesma mesa de negociação. “Faltava o diálogo dentre as parte e isso nós já estabelecemos. Queremos um acordo comum, que priorize o bem da população e da cidade de Manaus, afastando de vez a possibilidade de paralisações”, finaliza Marcos Rotta.