domingo, 22 de janeiro de 2017

Presa ao tentar entrar com droga para o filho preso no CDPM em Manaus

A mãe de um preso do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) foi detida após tentar entrar com drogas na unidade prisional, situada no km 8 da BR-174, em Manaus. O presídio foi um dos que tiveram visitas liberadaspela primeira vez neste sábado (21), após a onda de violência em presídios do Amazonas, que resultou na morte de 64 detentos e fuga de 225.

Por volta de 12h30, a mulher tentou entregar uma porção de entorpecente para o filho Cleiton Braga Nogueira, que está preso na unidade. Entretanto, o material foi encontrado durante procedimento de revista e a mulher foi levada para o 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).
Na unidade, a polícia realizou os procedimentos de flagrante e a mulher foi liberada em seguida. A mãe do interno teve ainda a autorização de visita suspensa por 30 dias, de acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).


O Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) e a Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) não registraram nenhuma alteração no primeiro dia de visitas de familiares em 2017.

O Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), Unidade Prisional do Puraquequara, Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), e a Vidal Pessoa - unidades que registraram mortes e fugas de presos - seguem com a visitação suspensa.


A Seap informou, no entanto, que está verificando o comportamento e a rotina de internos das demais unidades e que, posteriormente, definirá quando os outros presídios poderão liberar os internos para banho de sol e para receber visita de familiares e advogados.