quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Apenas um corpo dos 56 mortos no Compaj ainda não foi identificado

Apenas um corpo dos 56 presos mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) ainda não foi identificado por falta de contato dos familiares. Nesta terça-feira (10/01), o Instituto Médico Legal liberou os corpos de Leonis Aris Gama Filho, que estava preso por homicídio, e Raimundo Nonato Vieira Bastos, acusado por furto e roubo. Com isso, foram identificados e liberados 55 corpos do Compaj, quatro corpos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) e quatro corpos da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.