quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Novo tomógrafo ampliará a oferta de exames de imagem na FCecon

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), recebeu, nesta semana, um novo Tomógrafo Computadorizado (TC), que possibilitará o aumento da oferta de exames de imagem na unidade hospitalar.
O aparelho, de marca GE, modelo Brivo-Ct385, está sendo montado e passará a operar em janeiro de 2017. Segundo o diretor-presidente da FCecon, cirurgião oncológico Marco Antônio Ricci, o aparelho foi adquirido ao custo de R$ 735 mil, valor alocado pelo Fundo de Promoção Social (FPS), do Governo do Estado.

Ricci explica que, com o equipamento, não só o Serviço de Imagenologia será otimizado, mas também o de Radioterapia, já que o equipamento dará suporte às terapias realizadas no acelerador linear, equipamento de ponta inaugurado recentemente na instituição. Conforme projeção do setor estatístico da FCecon, juntos, os serviços de Radioterapia e Imagenologia devem registrar, neste ano, 86,9 mil procedimentos. O número representa cerca de 10% de todos os procedimentos ambulatoriais contabilizados na unidade hospitalar, conforme a estimativa.

Além do aumento da oferta de tomografias computadorizadas, consideradas essenciais entre os exames complementares de apoio ao diagnóstico do câncer, o novo equipamento auxiliará no planejamento de pacientes de radioterapia tratados no acelerador linear, através de tecnologia 3D. É um avanço significativo que reforçará a Política de Atenção Oncológica na região, já que a FCecon é a unidade de referência em cancerologia em toda a Amazônia Ocidental, e tem uma demanda crescente, oriunda de diversos estados e países”, destacou.

Melhorias


Marco Ricci ressalta que, durante este ano, o FPS destinou quase R$ 3,5 milhões para melhorias na FCecon, sendo R$ 2,73 milhões diretamente à unidade hospitalar e R$ 735 mil, à aquisição do tomógrafo, comprado via Susam. O pacote incluiu a revitalização dos serviços de Radioterapia, Endoscopia, climatização do Pronto Atendimento, compra de centrais de ar-condicionado para as enfermarias compartilhadas e de poltronas para os acompanhantes de pessoas internadas para tratamento especializado no hospital. “Foi uma importante ajuda dada pela presidente de honra do FPS, primeira-dama Edilene Gomes de Oliveira, e que resultou no reforço da Política Nacional de Humanização no âmbito da instituição. Com esse incremento, melhoramos a assistência ao paciente oncológico e fortalecemos a instituição, que aumenta sua capacidade de atuação na área da saúde”, concluiu.