segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Buscas ao delegado Thyago Garcez seguem com reforço das Forças Armadas

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, informou, durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (12), na sede da Delegacia Geral, sobre as buscas ao delegado Thyago Garcez e as investigações que estão sendo feitas sobre o ocorrido. 
A coletiva contou com a presença do delegado geral, Francisco Sobrinho, e do comandante da Polícia Militar, coronel Augusto Sérgio, que destacaram o trabalho de investigação e das tropas especializadas nas buscas pelo delegado.

Três inquéritos foram abertos para apurar o caso e as buscas ao delegado irão continuar por tempo indeterminado. “As buscas continuam sem prazo, nossa prioridade é encontrar o delegado Thiago Garcez”, disse o secretário. Segundo Sérgio Fontes, o primeiro inquérito apura o tráfico internacional de entorpecentes, o segundo a conduta dos policiais no momento da ocorrência, e o terceiro o desaparecimento do delegado. “Precisamos estudar todas as variáveis: se o delegado sumiu vitimado pelos colombianos, se sofreu afogamento, precisamos continuar as buscas analisar as responsabilidades de cada um dos envolvidos”, explicou.

Desde que o delegado desapareceu, na segunda-feira (5), a SSP-AM reforçou o efetivo para ajudar nas buscas e investigações. A operação de buscas ao delegado e investigação do fato envolve cerca de 70 policiais militares e civis, com as unidades especializadas da Policia Militar e Polícia Civil, dentre elas: COE, CIPCAES, Fera, DRCO, Denarc, além do Corpo de Bombeiros, Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e SSP-AM.

Nos últimos dias, as buscas receberam reforço da Marinha do Brasil e Exército. “Hoje nós temos o helicóptero da Marinha voando na região, toda a tecnologia do navio Oswaldo Cruz também à disposição, e a partir de hoje os voos também dos helicópteros do Exército estão disponibilizados para auxiliar nas buscas”, afirmou o secretário.


Após quatro dias de buscas em mata fechada na região de Coari, as Polícias Civil e Militar localizaram no domingo (11) os colombianos envolvidos na ocorrência. Houve troca de tiros e os dois colombianos foram atingidos, morrendo no local.